Costa Amalfitana por Priscilla S. da Silva

A Priscilla é uma catarinense nascida em Lages e mora há quase 3 anos na Costa Amalfitana! Atualmente trabalhando como concierge em casamentos italianos, Priscilla trouxe algumas dicas para quem pretende visitar o local! Olha que bacana:

5 curiosidades da Costa Amalfitana

  1. Mini Cidades

As cidades aqui são pequenas o bastante para ter menos de 1km. Sim,  Atrani, uma cidade formosa localizada ao lado de Amalfi, possui 2.000 habitantes, onde as casas são uma sobre as outras, com ruínas de 900. Aqui viviam os duques e as pessoas com alto nível de aquisição. Hoje Atrani é uma chamorsa cidadezinha que tem apenas uma rua, com um pequeno centro histórico e uma vista de cair o queixo da Igreja Santa Maria Maddalena. Vale a pena conhecer! Você pode ir pelo túnel do Luna Rossa, ou contornar a orla pela estrada vendo todo o panorama de Amalfi.

  1. Energia sempre

O café pode ser tomado mais de 15 vezes ao dia, no bar, em casa, na padaria ou no restaurante. Mas o café da manhã na verdade não existe, isso porque eles tomam rápido e nem se sentam para tomar o café, correndo para o trabalho e comendo no máximo 1 ou 2 bolachas (ou um “cornetto” que é um croissant no bar). Para os italianos, o café da manhã não é a refeição mais importante do dia.

  1. Ah mangiare

Ritual da alimentação. Depois das 12h30/13h o comércio fecha, o pessoal está na praia, olha o relógio e sabe que tem um dever a cumprir. É hora de ir na casa da “Mamma” comer o almoço elaborado e com muitos pratos… O almoço é a principal refeição, então começam já com a pasta –  são cerca de 100g de pasta por pessoa. Ela pode variar entre: molho de tomate com parmesão (a mais usada e comum), brócolis, batata e pancetta (bacon), couve-flor, ragú, vongole e a mais diferente: pasta al limone. Uma curiosidade é que o limão deles, que é grande e doce, recoberto com uma casca deliciosa, pode-se fazer infinitas receitas e inclusive remédios.

Então a pasta pode-se diferenciar de sabores, porém não muda no cardápio o fato de ser pasta. Raramente um arroz e muito raro uma sopa. O segundo prato escolhido seriam as carnes ou um queijo. Então seria a famosa Mozzarella di Búfala, carne grelhada, bolinho de carne, acompanhado por um Contorno (saladas, batatas fritas/assadas ou verduras). Tudo muito bem servido!

À noite eles costumam variar entre pizza, salada e paninos (sanduiches), acompanhado de uma bela birra (cerveja).

  1. Como são magros com tanta massa?

Essa era a minha pergunta logo quando cheguei. Aí eu descobri onde iria morar, que faria 400 degraus de escadas para chegar até a minha casa. São muitas escadas e quase todos moram no alto, já que é uma cidade vertical. Normalmente nos lugares planos estão os hotéis, lojas e padarias.

Ao todo costumam ser de 400 a 600 degraus e a população costuma fazer de duas a quatro vezes por dia. Aqui todos possuem coração saudável, perna torneadas e um super glúteo!

  1. Algumas horas FREE

Eu sofri muitas vezes com os horários de comércio da Itália. Talvez em Roma, Milão ou Veneza você não tenha visto isto, mas aqui na Costa Amalfitana têm! Normalmente os restaurantes aqui começam as 12h30 e fecham entre 14h30 – 15h, então fiquem atentos na hora do almoço, para que não sobrem apenas pizza fria em pedaços para você. Os supermercados, fruteiras, padarias, lojas e farmácias tem um horário diferenciado, começam as 8h e fecham entre 13h – 13h30 e depois retornam somente às 16h -17h trabalhando até 20h-20h30. É bom se preparar com antecedência: comprar água, pães e tudo o que precisar, senão acabará pagando o dobro do preço em Tabacchis ou outras lojas. Já o horário de jantar dos restaurantes começa às 19h30 e vai até 22h, mas fique atento pois as vezes é importante fazer reservas, principalmente em restaurantes requisitados.”

Você pode gostar também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*