New Zeland

Não existe nenhuma referencia ou comparação que descreva a beleza da NZ, foi sem duvida, uma das viagens mais lindas que já fiz.

A primeira parada do roteiro foi na ilha Norte, Auckland – que é considerada a maior cidade da NZ. Foi de sugestão da agência de viagem e recomendação de uns colegas que não ficássemos muito tempo na cidade, pois não tinha tantas coisas –incríveis- para fazer.

O hotel que ficamos hospedados foi o Hilton (http://www3.hilton.com/en/hotels/new-zealand/hilton-auckland-AKLHIHI/index.html) ele fica muito bem localizado, da para fazer tudo a pé, além de ter uma vista incrível para o mar.

Em Auckland uma das dicas gastronômica é almoçar no restaurante Orbit 360 que fica na Sky Tower onde da para ver a cidade por 360. É lindo, a comida é deliciosa e o ambiente é muito agradável. Na Skytower também possui diversas atividades, como andar ao redor da torre, um cassino e também Bungge Jumping.

bele1

Ao lado do nosso hotel tinha uma área publica onde reuniam jovens, crianças e adultos, para atividades e lazer.Como decidimos ficar pouco tempo na cidade, foi de recomendação do Concierge conhecermos a Piha Beach e uma Cachoeira. A Piha Beach é conhecida por ter a areia preta e ser uma praia muito procurada pelos surfistas.

bele2 bele1

A Cachoeira ficava no caminho da Piha Beach. Para chegar até ela é preciso caminhar uns 30min por uma trilha fechada. Vale muito a pena!

bele4

O jantar ficou por conta de uma das melhores casas de carne que consideramos em todo o nosso roteiro. Botswaba Butchery (http://www.botswanabutchery.co.nz/auckland) . O ambiente é bem descolado e as carnes realmente são muito boas. Eles tem no cardápio um cordeiro que é cozido lentamente em fogo baixo por horas que é delicioso.

Como alugamos um carro, optamos por fazer Auckland-Rotorua para conhecermos as paisagens da estrada.

Ficamos em um hotel super charmoso, chamado Hamurana (http://www.hamuranalodge.com). O estilo dele é uma casa com alguns quartos e a proposta é esta mesmo – fazer como você estivesse na sua casa. Os quartos são charmosos e o Concierge é maravilhoso, extremamente prestativo ele sabia o nome de todos da família. Em Rotorua, diferente de Auckland, é uma cidade mais calma, não existem muitos restaurantes badalados ou um movimento constante na cidade. O clima é mais aconchegante e voltado para a natureza , já que lá existe ainda um vulcão ativo, o que torna a cidade muito curiosa.

bele5

Vista do quarto!

Visitamos o parque das piscinas vulcânicas que é uma das atrações da cidade. Nunca tinha conhecido nada deste nível, foi surpreendente. Porém não posso dizer o mesmo do cheiro, a cidade inteira fede a ovo podre devido ao enxofre das piscinas. (depois de algumas horas você até que se acostuma).

bele6

As diferenças de tons são de outro planeta. A temperatura em média das piscinas é de + 100 graus Celcius, ou seja nem pense em colocar a mão.

Um achado na cidade foi o restaurante Atticus Finch – ele fica no centro na Food Street, onde você pode encontrar diversos restaurantes. Como disse antes, Rotorua é uma cidade mais conservada, então os restaurantes ficaram um pouco a desejar.

bele7

( Cheesecake de caramelo com flor de sal e pipoca)

Uma das atividades mais “radicais” da cidade foi o arvorismo, onde literalmente nos – jogamos- de uma arvore com a altura de 220m. O passeio é muito divertido e educativo, os guias ensinam sobre a vegetação, espécies de animais encontradas na área e as medidas de preservação.

bele8

Outra atração perto da cidade é a Hobbit Town, onde foi filmado partes do filme Hobbit e Senhor dos Anéis. O passeio precisa ser agendado pelo menos com 24h antes e os grupos variam entre 15 a 20 pessoas. Também é possível marcar um Private tour (o que é melhor, pois você não precisa depender de mais 20 pessoas.)

bele9

Rotorua tem um Skyline onde conseguíamos ver toda a cidade e andar de carrinho rolimã.

bele10

Você pode gostar também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*