Projeto arquitetônico do InLight Beiramar Wellness tem a natureza como inspiração principal

Para a arquiteta Joana Amin, o desafio de um projeto é sua maior inspiração. Ao pensar cada detalhe do InLight Beiramar Wellness, estúdio voltado à saúde e ao bem-estar recentemente inaugurado no Centro de Florianópolis, ela buscou nos elementos da natureza o fio condutor ao criar uma atmosfera acolhedora, como uma casa, a nossa casa.

Nos 102 metros quadrados do espaço, antes um escritório de advocacia, Joana pontuou o verde em uma parede de plantas naturais, assim como a madeira a partir do ripado e do mobiliário, em tons crus, suaves. A profissional colocou ainda a energia do fogo representada em pequenos detalhes como o cobre. A água do mar está à vista de todos, emoldurada pelas grandes janelas.

“O projeto foi todo pensado e desenhado para atender ao programa de necessidades do estúdio. Fizemos uma copa, por exemplo, para a realização de pequenos cursos ou degustações de alimentos; e ainda uma recepção onde os sapatos deverão ser deixados. A sala de yoga, com suas várias janelas, conta com iluminação natural, além de uma iluminação artificial com fitas de LED RGB que permite a escolha das cores de acordo com a aula daquele momento”, exemplifica Joana sobre algumas de suas intervenções.

Já na porta principal o visitante do InLight percebe as sutilezas criadas pela arquiteta. Ali, como num portal com linhas curvas, os puxadores de metais em forma de mão recebem e acolhem. Na recepção, o portal de macramê idealizado pela artista Delphine Morlet, francesa radicada no Sul da Ilha, faz o contraponto perfeito com o verde da parede natural e o néon com a frase Peace & Light, espécie de mantra do local. O confortável sofá Oslo, da Studio Ambientes, completa a sintonia.

As cores claras, os desenhos limpos e as linhas retas são observados em cada escolha. E Joana pontua: “Como o espaço já teria muitas funções e elementos, a marcenaria seguiu a linha mais minimalista. No mobiliário, buscamos tecidos naturais com textura e tons claros”. O ripado, os móveis e as portas foram desenhados pelo escritório da arquiteta.

Para atender as necessidades do studio, o projeto conta também com três salas de atendimentos – como nutrição, psicologia e terapias manuais, entre elas massagens e reiki. Estas salas contam com isolamento acústico proporcionando maior privacidade aos usuários. Enquanto a sala de yoga – onde, na parede, o artista visual Juliano Aguiar estampou a obra Fluidez – permite a flexibilidade no atendimento: até 20 pessoas para as aulas podendo comportar 40 no formato de meditação.

Com especialização em arquitetura e iluminação, o projeto luminotécnico de Joana conta com a praticidade do LED em suas diversas aplicações, a exceção é a luminária da macramê com lâmpadas de filamento de carbono. O uso do neon na recepção e sob o espelho da sala de yoga trazem a identidade do espaço. E em relação aos recursos tecnológicos, o jardim vertical conta com irrigação e iluminação próprias e programação calculada para suprir as demandas de luz e água. Preocupada com a sustentabilidade, a profissional aproveitou o mármore das mesas existentes e o adaptou para as bancadas e bandejas. Ainda neste sentido, as torneiras têm fechamento automático.

“Com essas escolhas, fica visível o conceito de trazer a natureza para dentro do espaço e o deixar o mais acolhedor possível. No InLight, queremos que as pessoas desejem morar aqui”, finaliza a arquiteta.

Sobre Joana Amin

Arquiteta e Urbanista graduada pela Unisul (2010), Joana é especializada em arquitetura e iluminação pelo IPOG (2019). Atualmente no comando do escritório Joana Amin Arquitetura, a profissional já atuou no Studio Domo, com participação em projetos como o Atrium Offices, na Pedra Branca, com certificação Gold pelo LEED (U. S. Green Building Council) e os interiores do Hospital Baía Sul e da Clínica Imagem. Em 2013, fundou o escritório Amin Wendhausen, com a arquiteta Flávia Wendhausen, onde atuaram nas áreas de interiores, residencial e comercial, até a decisão de partir, em 2019, para carreira solo.

Você pode gostar também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*