Tudo que rolou na 13ª edição do Folianópolis

A 13ª edição do Folianópolis movimentou a capital catarinense durante o feriadão de Proclamação da República, reunindo cerca de 50 mil pessoas de todos os estados brasileiros, ao longo de três dias. A micareta é considerada o maior evento privado de Santa Catarina e um dos três maiores carnavais fora de época do país.

Realizada na Passarela do Samba Nego Quirido, o Folia teve início na quinta-feira, 15.11, com a energia da Banda EVA e o vocalista Felipe Pezzoni dando o seu tradicional passeio de bote inflável em meio ao público. Em seguida, Bell Marques subiu ao trio para lançar a nova música, B de Bell, aposta do cantor pro Carnaval 2019. Márcio Victor, à frente do Psirico, fechou a primeira noite de micareta fazendo uma referência arrepiante aos Filhos de Gandhy.

A segunda noite do Folia foi aberta por Jammil, que recebeu o convidado especial Victor Kley para cantar o hit O Sol. Com o público aquecido, foi a vez da grande homenageada desta edição do evento, Ivete Sangalo, se apresentar. O Folianópolis celebrou os 25 anos de sua trajetória artística e preparou diversas surpresas para a cantora, entre elas participações da escola de samba Grande Rio e da cantora Alinne Rosa. Ivete dividiu os holofotes com Carla Perez, que completava aniversário naquele dia. A apresentadora e eterna bailarina ganhou parabéns a você puxado por Ivete e acompanhado por todo o público. Depois mostrou que ainda tem muito rebolado, dançando em cima do trio. Pra completar, o grupo Harmonia do Samba fechou a segunda noite e Carla foi novamente destaque, recebendo declarações de amor do vocalista Xanddy, seu marido.

A última noite de micareta na passarela foi aberta por Saulo, que mais uma vez prestigiou a cultura catarinense convidando o músico Chico Martins, da banda Dazaranha, para uma participação especial. Logo em seguida, rolou outro ponto alto desta edição, com comemoração do aniversário de Tomate, que se empolgou e fez uma apresentação de mais de três horas. É O Tchan voltou para encerrar o evento com os grandes clássicos do axé, como Dança da Cordinha, Pega no Bumbum, entre muitos outros.

Você pode gostar também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*