Turismo: tendências pós-isolamento social

Viajar é vital mas ficar em casa, nestes tempos, é ainda mais. Já estamos mudando hábitos, olhando para o mundo e para dentro de maneira diferente, prestando mais atenção no outro, aprendendo algumas coisas, reaprendendo outras. Vivendo sobremaneira digitalmente – e viajando também.

Por isso, trouxemos aqui algumas projeções e tendências para o turismo pós COVID-19. Vem ver!

Viagens para dentro

Viagens espirituais estarão em alta: Jerusalém, Índia, Vaticano, Santiago de Compostela, Butão. Viagens religiosas, de autoconhecimento, em destinos em que a fé e a espiritualidade sejam as grandes atrações.

Na natureza selvagem

Depois de confinados, vamos correr para as grandes paisagens, lugares de ar puro, horizonte a perder de vista. As Patagônias, o Canadá, o Atacama, o Valle Sagrado no Peru, e aquela sensação mágica de integração com o mundo.

Viagens social e ambientalmente responsáveis

Conhecer experiências de turismo de conservação, fazer parte desses projetos e deixar um legado. Que tal conhecer os lodges luxuosíssimos e totalmente conscientes da Great Plains Conservation, que ajudam as comunidades e protegem os animais? Os hotéis super sustentáveis da rede Six Senses nos destinos mais exóticos do planeta ou o de Seychelles, que recuperou uma área imensa de corais?

Hello Brazil!

Nosso país estará em alta – já que o dólar também. Redescubra o Brasil, seus sotaques e saberes ancestrais. Somos incríveis, temos paisagens lindíssimas, e precisamos mais do que nunca prestigiar e aquecer o nosso mercado interno. Que tal conhecer finalmente os Lençóis Maranhenses, ou a nossa espetacular Amazônia?

Viajar seguro

Os seguros de viagem estarão em alta: serão absolutamente fundamentais. Sem  pestanejar, vamos aceitar!

E como será viajar de avião?

SimpliFlying, empresa norteamericana de consultoria em aviação, mapeou 70 situações do dia da viagem e fez algumas previsões do que pode mudar. Olha só:

Check-in online

Além de apresentar o passaporte (ou outro documento), os passageiros terão que submeter um cartão de imunidade que prova que tem anticorpos para COVID-19. Algo similar com o cartão de vacina contra a febre amarela que alguns países já exigem, por exemplo.

Check-in e escolha de assento

Todos, mesmo quem já tiver feito check-in online, terão que passar pelo balcão, onde sua saúde será avaliada – algumas companhias aéreas poderão fazer exames instantâneos de sangue. Não será mais possível escolher os assentos. Isso ficará a cargo dos agentes para otimizar o distanciamento.

Despacho de bagagem

Todas as bagagens, mesmo as de mão e que não serão despachadas, passarão por um processo de desinfecção antes de embarcar.

Área de embarque e vôo

Distanciamento social. Filas antes de embarcar também não vão existir: cada passageiro receberá uma mensagem no celular para embarcar. Antes de sentar, o passageiro vai limpar seu assento com lenço umedecido oferecido pela companhia.

No vôo

A tripulação passará checando se todos estão de máscara e luvas. Não haverá mais telas touch para assistir filmes e nem revistas de bordo.

No destino

As bagagens passarão por mais um processo de desinfecção, e os passageiros terão sua temperatura e cartão de imunidade checados. A aeronave não estará disponível para o próximo voo logo em seguida, apenas após passar por uma limpeza profunda.

Você pode gostar também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*